Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ComunicaçãoComunicação NotíciasNotícias Página InicialEstudos para duplicação de rodovia buscam garantir direitos dos quilombolas
Acesso à Informação
Institucional
Atividades Finalísticas
Legislação
Comunicação

Estudos para duplicação de rodovia buscam garantir direitos dos quilombolas

15 de maio de 2017

Estudos para duplicação de rodovia buscam garantir direitos dos quilombolas

Como responsável por obter o Licenciamento Ambiental para a obra de duplicação de um trecho de 565,7 km da rodovia BR-101, na Bahia, a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) atua em conjunto com a Fundação Cultural Palmares para garantir os direitos de 11 comunidades quilombolas presentes na área.

A empresa está participando de uma rodada de reuniões com representantes dessa população. O primeiro encontro aconteceu no último dia 04, em Aurelino Leal. Foram oito reuniões, no total, com encerramento na última quarta-feira (10), em São Gonçalo dos Campos.

O direito de povos indígenas, tribais e tradicionais à consulta e à participação em decisões que lhes afetem está garantido por decreto. Para obras que impactam seus territórios é necessário planejamento e a realização de estudos específicos.

Para o diretor de planejamento da empresa, Adailton Dias, a intenção é garantir que os membros desses povos sejam beneficiados em condições de igualdade de direitos e oportunidades previstas na legislação nacional para os demais cidadãos. “Essas reuniões informativas com as comunidades quilombolas, direta e indiretamente afetadas, possibilitam que as mesmas se manifestem sobre o empreendimento, medidas de controle e mitigação sobre os impactos previstos pela implantação e operação do projeto”, disse.

Duplicação

O trecho que está em estudo pela EPL para duplicação abrange o entroncamento da BR-324 com o entroncamento da BR-367, em Eunápolis, no segmento do quilômetro 166,5 até o quilômetro 732,2.

As reuniões com as Comunidades Remanescentes de Quilombos estão amparadas pela Portaria Interministerial n.º 60, 24/03/2015, que estabelece procedimentos administrativos que disciplinam a atuação dos órgãos e entidades da administração pública federal em processos de licenciamento ambiental de competência do IBAMA.