Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial Atividades FinalísticasAtividades Finalísticas Estruturação e ProjetosEstruturação e Projetos Página InicialFerroanel Norte – São Paulo
Acesso à Informação
Institucional
Atividades Finalísticas
Legislação
Comunicação

Ferroanel Norte – São Paulo

A Empresa de Planejamento e Logística – EPL e a DERSA - Desenvolvimento Rodoviário S/A, por meio de Termo de Cooperação Técnica estão adotando as ações necessárias para a elaboração de Projeto Básico de Engenharia e de Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental para fins de licenciamento ambiental do Tramo Norte do Ferroanel, na Região Metropolitana de São Paulo.

O Ferroanel Norte de São Paulo é uma via férrea de aproximadamente 53 km (cinquenta e três quilômetros) de extensão, localizada fora do perímetro urbano da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) e que interligará as estações de Perus (Zona Norte da cidade de São Paulo) à Eng. Manoel Feio (Itaquaquecetuba/SP), voltada exclusivamente ao tráfego ferroviário de cargas.

A implantação dessa nova via tornará possível segregar o tráfego ferroviário de cargas em que a origem e/ou destino estejam fora dos contornos da região central da RMSP, do tráfego de passageiros, cuja operação conjunta é difícil e conflituosa em função das diferenças entre os requisitos técnicos e operacionais existentes entre os sistemas de passageiros e cargas.

O Ferroanel Norte poderá movimentar cerca de 67 milhões de toneladas de carga até o ano de 2040, demanda composta fundamentalmente por contêineres, produtos siderúrgicos, cimento, granéis vegetais (soja, farelo e milho), açúcar, areia (para a indústria de vidro), fertilizantes, celulose e coque. Além disso, deverá retirar cerca de 7.300 caminhões/dia das estradas no longo prazo.

A construção do Ferroanel Norte incrementará a utilização eficiente do sistema ferroviário na RMSP, além de contribuir para a separação do tráfego entre trens de carga e de passageiros, com vantagens para ambos os sistemas.

Para mais informações clique aqui

Planta do Ferroanel Norte e conexões

 

INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA FERROVIÁRIO EM SÃO PAULO

O atual sistema ferroviário de transporte de carga que transpõe a macrometrópole paulista mostra-se saturado, apresentando baixa capacidade de escoamento de cargas, decorrente do crescente conflito de compartilhamento das vias férreas entre o transporte de passageiros e de carga.

Devido a este conflito, os trens de carga que necessitam transpor a região metropolitana de São Paulo somente conseguem utilizar os trilhos de passageiros mediante rigorosa restrição de horários (circulação de trens de carga fora dos horários de pico e durante as “janelas noturnas”), com restrições no comprimento dos trens e com velocidade extremamente reduzida.

É sabido que a diminuição do intervalo de circulação entre os trens de passageiros na RMSP levará, por um lado, a um aumento da capacidade do transporte ferroviário de passageiros e, por outro, a uma redução gradual na já restrita capacidade de transporte de cargas em vias compartilhadas, até sua total extinção.

Sendo assim, a solução adequada para eliminar o gargalo dado pela transposição da RMSP por trens de carga por meio da região metropolitana de São Paulo é a implantação do Ferroanel Norte.