Seu navegador não suporta javascript!

EPL - Empresa de Planejamento e Logística S.A.
Empresa de Planejamento e Logística S.A.

Voltar para: Página Inicial ComunicaçãoComunicação NotíciasNotícias Página InicialInvestimento em hidrovias é prioridade na região Norte, diz Medaglia
Acesso à Informação
Institucional
Atividades Finalísticas
Legislação
Comunicação

Investimento em hidrovias é prioridade na região Norte, diz Medaglia

23 de novembro de 2017

Investimento em hidrovias é prioridade na região Norte, diz Medaglia

O investimento em hidrovias deve ser priorizado na região Norte.  A afirmação do diretor-presidente da EPL, José Carlos Medaglia Filho, é baseada nos estudos realizados pela empresa a serem publicados no Plano Nacional de Logística (PNL). No material, as rodovias são apresentadas como uma “resposta espontânea para os investimentos na região Norte.”

O diretor esteve presente na apresentação dos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental para implantação da Hidrovia do Rio Amazonas, realizada na manhã desta quarta-feira (22) na sede do Interlegis, no Senado Federal.

Com iniciativa da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), os estudos foram realizados pelo consórcio Laghi Engenharia e Petcon e concluídos no primeiro semestre deste ano.

O EVTEA abrange 14.497 quilômetros nos seguintes rios da Bacia Hidrográfica Amazônica: Purus, Acre, Negro, Branco, Solimões, Amazonas, Juruá, Tarauacá, Envira, Iça, Japurá, Xingu, Jari, Trombetas, Paru e Uatumã.

“Todas as comparações de investimento que fazemos em melhoramentos em hidrovias ou simulações para que o investimento seja feito em outro modal, nos apontam que a hidrovia, sobre todos os aspectos, tem uma equação mais favorável de custo e de uma relação de custo-benefício”, disse Medaglia durante o evento de apresentação dos estudos.

Ainda segundo o diretor, é preciso definir qual o formato dos investimentos que devem ser feitos.

“Temos uma gama enorme de possibilidades no que se diz respeito a concessões e parcerias público-privadas. Esse deve ser o foco de nossa atenção, potencializar o recurso público com essas parcerias.”

Principal caminho de escoamento na região, a hidrovia é responsável pelo transporte de cerca de 50 milhões de toneladas de carga por ano.